La Chica Mor: Priscilla Barreto

Follow this blog with bloglovin

Follow on Bloglovin

Facebook

Seguidores

Arquivo



Nem tudo será como nos filmes românticos



Meu aniversário está ai e ele cai em uma data bem exótica, mas que eu adoro ,14 de fevereiro. 
No Brasil nada demais, mas no resto do mundo é o dia de San Valentin o Patrono do Amor dia também mais conhecido como Valentines Day. Acontece que além de pensar sobre minha idade nova também começo a pensar no tal San Valentin, amor e afins....

Logo quando a gente começa a crescer, alimentamos a ideia de encontrar o nosso grande amor. Lógico, toda regra tem sua exceção mas não me lembro de nenhuma amiga seja, da escola, do inglês, ou do clube por mais durona ou low profile que fosse que no fundo no fundo não quisesse encontrar seu "príncipe encantado", a metade da laranja" "a tampa da panela" "the one".



Depois, a gente cresce, vive um bocado, conhece pessoas e vê que bem....o tal "príncipe" só existe mesmo nos filmes que a gente via quando criança (até por que nem os encantados eram tão encantados assim se a gente pensar bem rs!) mas ainda sim seguimos em busca daquele amor que faça a gente suspirar, fazer as pernas tremerem até o momento segundos parecerão horas olhando para os olhos um do outro e sem mais você saberá: “É ele!”


Assim como nos filmes, vão existir encontros divertidos, outros desastrosos, Acontecerão encontros e desencontros, brigas, que terminarão com pedidos de desculpas, até o tão esperando "Felizes para sempre".  Justamente por conta desse "roteiro do amor", muitas vezes ficamos presas a relacionamentos sem futuro, e muitas vezes acabamos não valorizando garotos que podem não serem os tais príncipes "ideias", mas nos fazem sentir bem e valorizadas. 




 Com certeza não existem fórmulas mágicas ou prontas para o amor.  Apenas liberte-se dos padrões, e quer uma dica? Cada um que passar caminho, seja ela como for sempre terá algo para ensinar, nem que essa experiencia não seja lá como a dos filmes, que o encontro tenha sido dos piores, e ele tenha partido o seu coração sempre será "uma história para contar". Pegue um pouquinho de cada, e veja o que na real, funciona e o que não....será que no meio disso tudo, alguns padrões não podem estar sendo repetidos? Reflita e veja cada um como um aprendizado.




Pode ser o seu amor não seja aquele de cinema (tudo bem, o da maioria não é!), pode ser que ele ainda nem tenha chegado, mas acredite, tudo só acontece quando a gente entende direitinho, que tudo é construído devagar, (e quem disse que é fácil?) dia após dia, se conhecendo e compartilhando cada momento. 
Nem sempre aquele cara que faz seu coração bater mais forte é aquele que vai te fazer mais feliz. O amor não nem  sempre chega do jeito que a gente sonhou . 
O amor da nossa vida, não precisa bater na nossa porta com um lindo ramalhete de flores e chocolate belga. Ele pode chegar assim.... de mansinho, pode ser na fila da padaria descabelada, andando com seu cachorro na rua de moletom, ou quem sabe naquela fila chata de banco após o almoço....... quando você menos esperar  esse pode ser o inicio da sua historia, que nem precisa ser encantada! 





Besos!

Pri 


4 comentários:

  1. Ei Pri, que fofo o seu texto! Acho que é bem assim, a gente tem que tirar o melhor dos relacionamentos, crescer, amadurecer e entender que todo mundo tem defeito e que não existe príncipe.. que o amor é algo natural..
    Parabéns pelo niver! É uma data super linda!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, falou tudo. A gente se acostuma tanto a ter expectativas irreais que muitas vezes nem percebe as pessoas ótimas que estão ao nosso redor.
    A primeira foto que ilustra o post é perfeita!
    Beijo

    ResponderExcluir